Últimas Notícias

Evento Google IO 2011: novidades e lançamentos


Aconteceu nos dias 10 e 11 de maio o evento Google IO 2011. A edição desse ano teve grandes revelações e diversas novidades, a começar pelos novo Android, Chromebooks da Acer e da Samsung, sistema Android @ Home, serviço Google Music Beta e muitas outras. Prontos para adentrar no mundo Google de novidades? =D

Vou começar com algumas estatísticas apresentadas pelo Google. De janeiro do ano passado a janeiro desse ano, o número de ativações de dispositivos Android passou de 100.000 para 400.000 por dia! Um número realmente impressionante e que reflete a expansão do sistema Android nos últimos dois anos. A Android Market possui 200.000 aplicativos em seu acervo, o que nem se compara a quantidade de Apps disponíveis na Apple App Store, e já foram feitos mais de 4,5 bilhões de downloads até o momento.

Vamos ao que interessa: os lançamentos!

Android Honeycomb 3.1

Essa é a primeira grande atualização do Android voltado para tablets. Várias funcionalidades novas foram implementadas no sistema, entra elas temos a customização de Widgets, que agora pode ser feita tanto horizontalmente quanto verticalmente, os Widgets podem ser melhorados (upgrade) com poucas linhas de código XML, os dispositivos agora podem ser usados como hospedeiros (hosts), é possível importar fotos diretamente de uma câmera digital para o dispositivo e uma grande quantidade de dispositivos USB passou a ser suportada pelo sistema, inclusive controles de consoles. Na demonstração, foi usado um controle de Xbox 360 com um aplicativo para Android.

O Google decidiu abrir o leque de possibilidades e o Android 3.1 chegará ao serviço de TV do Google, o Google TV, entre junho e agosto desse ano. Ué, não era voltado para tablets? Outra novidade é o fato de que o Android Market também chegará ao Google TV, permitindo que desenvolvedores criem aplicativos voltados para o aparelho. Qualquer semelhança com a Apple TV é pura coincidência.
Os donos de Motorola Xoom atrelados à operadora Verizon já podem atualizar seus dispositivos.

Android Ice Cream Sandwich


Segundo o Google, esse é o lançamento mais ambicioso até o momento e a palavra chave aqui é "escolha". Esse novo sistema equipará desde tablets, passando por notebooks conversíveis, a smartphones. Mike Claron, integrante da equipe de engenheiros do Android, disse: "Nós queremos um único S.O que rode em todo lugar". O novo Android contará com uma UI holográfica, widgets mais ricos e elaborados, e um sistema de reconhecimento facial; pelo jeito o Google está investindo pesado em frameworks de aplicações.

Segundo a empresa, o sistema naturalmente terá código aberto (Open Source) e será divulgado abertamente para aqueles que quiserem contribuir no desenvolvimento e na melhoria dele (ponto para o Google).

Cloud services (serviços em nuvem)

- Filmes

A mesma experiência utilizada para fazer download de livros (e-books) em breve chegará a um mega acervo de filmes completos, que terão preços a partir de US$ 1,99 com filmes em HD e FULL HD a US$ 4,99! O streaming instantâneo de filmes, para dispositivos Android, já está funcionando. Agora a página da Android Market terá uma sessão de filmes, que inclusive possui portal (site) próprio e poderá ser usado também por quem possui o serviço de televisão Netflix, ainda não disponível no Brasil. A loja também possui um sistema de aluguel com período de 30 dias, no entanto se a pessoa já tiver começado a ver o filme ela tem 24 horas para terminar de vê-lo.

O aplicativo "Movies" estará integrado no Android Honeycomb 3.1 e chegará aos dispositivos rodando o Android 2.2, para cima, em algumas semanas.


- Music Beta By Google


O serviço estará disponível tanto para PC quanto para Mac e não há necessidade de sincronizar qualquer arquivo que seja, pois o serviço roda na nuvem (espero que vocês tenham uma internet rápida, ou seja, possuam bons links de conexão com a internet). O serviço é todo via interface Web, ou seja, classificação, número de vezes que a música foi tocada, playlists e músicas recentemente tocadas estarão disponíveis onde quer que o usuário esteja (isso foi um tapa no iTunes). Na demonstração a música tocou instantaneamente, mas é claro que tudo estava rodando em condições ideais.

Depois que se cria uma playlist, ela automaticamente estará disponível nos smartphones, tablets etc, e tudo graças a funcionalidade "Instant Mix". O "Instant Mix" funciona de forma similar ao "Genius", da Apple, só que ele é mais eficiente, pois analisa completamente uma música afim de escolher outras que possuam estilos e melodias semelhantes (ponto para o Google). Segundo um dos responsáveis pela apresentação, os usuários "nunca mais terão de usar cabos novamente para adicionar músicas"; sim, mas precisarão de uma conexão sólida com a internet (o_O). No entanto, existe uma funcionalidade chamada "Make Available Offline" (torne disponível offline), também presente no canal de filmes, mas ainda não foi explicado como ela funciona de fato.

Segue o vídeo oficial demonstrando o funcionamento do serviço Music Beta by Google:



O aplicativo do "Music Beta by Google" já está disponível para dispositivos rodando o Android 2.2 para cima.

Android Open Accessory


É o "Made for iPod" só que do Google. O potencial dos aplicativos é impressionante e na demonstração um dos técnicos utilizou o aplicativo "CardioQuest" ligado a uma bicicleta ergométrica: quanto mais rápido o técnico pedalava mais o jogo se alterava, e isso tudo em tempo real. A API do "Android Open Accessory" dá suporte às versões 2.4.3 e 3.1 do sistema Android.

Andorid @ Home

All rights reserved to Google
A intenção é fazer do seu dispositivo Android o controlar de aparelhos eletrônicos na sua casa (momento WTF). Pensando nos equipamentos eletrônicos que não possuem conectividade Wi-Fi, o Google criou um novo protocolo que funcionará com qualquer coisa eletrônica em sua casa; lavadora de roupas ou louças, termostatos digitais etc (momento WTF 2). Na demonstração, um tablet Motorola Xoom foi capaz de controlar a intensidade das luzes que ficavam no chão do auditório. Parando um segundo para refletir sobre essa nova tecnologia, percebemos que os desenvolvedores da plataforma Android terão um mundo de possibilidades para criar aplicativos que controlem equipamentos domésticos. Um exemplo de aplicativo seria um "timer" que apagaria as luzes da casa ao configurar um horário, outro exemplo seria um jogo que ativaria o sistema de irrigação da casa e muito o mais (momento WTF 3). A companhia LightingScience afirmou que começará a vender lâmpadas compatíveis com o Android no final do ano. O_O

Samsung Galaxy Tab 10.1 Limited Edition

All rights reserved to engadget
O tablet possui processador de 1GHz dual-core, 32 GB de armazenamento interno, 1GB de memória RAM, 8,6 mm de espessura, pesa 565 g e receberá o Android Honeycomb 3.1 nas próximas semanas. O tablet será lançado oficialmente no mês que vem e todos os que estavam presentes no evento receberão um. O_O

Google Chrome


Antes de falar sobre as novidades, falemos um pouco sobre a história desse navegador. No ano passado, foi lançado o Chrome 4 para a plataforma Windows. Na oportunidade, a prioridade do Google era lançar uma versão do navegador para outras plataformas (o Linux já tem o Chromium, que a base do Google Chrome). Nesse ano, o número de usuários do navegador girava em torno de 70 milhões e esse número passou para 160 milhões em apenas um ano. Impressionante, não? Além disso, várias atualizações foram feitas no navegador e hoje ele já está na versão 12 Beta.

Agora que você já sabe um pouco da história do Google Chrome, vamos às novidades. Uma das novas funcionalidades adicionadas é o "Talking Speech", que permite ao usuário utilizar a fala para executar comandos, pesquisar e acessar páginas. O serviço Google Translate agora faz parte do navegador, basta selecionar a opção na barra de ferramentas. Houve também melhorias na velocidade da linguagem JavaScript e nos gráficos do navegador. De acordo com Ian Ellison-Taylor, "centenas de novas funcionalidades" em breve chegarão ao Chrome.

Chrome Web Store

Assim que Sunsar Pichai começou a falar da Chrome Web Store, anunciou que ela já está disponível em 41 línguas para todos os 160 milhões de usuários do Google Chrome. P: A loja e todo o conteúdo serão os mesmos para todos os países ou existirão página diferentes para cada língua? Pergunto isso porque os países possuem classificações etárias e de conteúdo diferentes, fazendo com que, diversas vezes, aplicativos autorizados em um país sejam barrados em outro (como é o caso do Brasil e aplicativos da Apple App Store). A primeira novidade apresentada é um sistema de pagamento dentro de um próprio aplicativo, chamado de in-app purchase, mas esse sistema ainda está em desenvolvimento. Outra novidade (e que novidade) foi o lançamento do jogo Angry Birds para o ambiente Web! Um dos funcionários do Google que estava apresentando o jogo, disse:
Nós queriamos trazer o Angry Birds para a Web há muito, muito, muito tempo, mas não queriamos comprometer a performance (do navegador). Não estamos criando um peixe no aquário -- isso tudo é sobre Angry Birds. Realmente, realmente Angry Birds. Nós estavamos ficando muito nervosos (angry) porque nunca tivemos a capacidade de trazer o Angry Birds para a Web.
Como o jogo é baseado no ambiente Web, é possível jogá-lo inteiramente offline usando a função de cache do navegador, ou seja, o jogo fica armazenado em arquivos temporários gerados pelo navegador. Foram criados níveis extras que estão disponíveis apenas para quem é usuário do Google Chrome: o "the Chrome Dimension".

Chromebook e Chrome OS

All rights reserved to Engadget
A grande sacada do Chromebook é que todos os dados do usuários são armazenados em servidores encriptados do Google, fazendo com que eles possam ser acessados de qualquer lugar, que possua conexão com a internet, a qualquer hora. É fato que você nunca será dono de seus dados e arquivos, pois eles estarão com o Google, mas a praticidade do Chrome OS é uma coisa a ser levada em conta. Além disso, segundo Sunsar Pichai, os Chromebooks ficam melhores com o passar do tempo, ao contrário da maioria dos PCs e notebooks normais que se degradam com o tempo. Pichai disse também que as constantes atualizações deixarão o notebook do Google mais rápido. Acer, Samsung, Intel e Verizon anunciaram que farão parte da expansão do Chromebook, e os primeiros modelos foram anunciados ali mesmo no Google IO 2011.

All rights reserved to Engadget
All rights reserved to Engadget
Vários aplicativos suportarão o uso offline, ou seja, será possível trabalhar no chromebook mesmo que não se tenha uma conexão com a internet. Assim que o notebook for conectado à internet, ele automaticamente fará a sincronização do conteúdo editado com o arquivo presente na nuvem. Os notebooks estarão disponíveis a partir do dia 15 de junho, serão vendidos pela Amazon e pela Best Buy (por enquanto), e custarão: US$ 429,00 o modelo da Samsung apenas com WiFi e US$ 499,00 com WiFi e 3G, e US$ 399,00 o modelo da Acer. Por último, Sunsar disse: "Nós queremos que ele seja totalmente passível de jailbreak (jailbreakable).". Depois complementou que existe um "modo 'full jailbreaking' nativo no sistema e você pode brincar com o kernel como desejar.". Ponto para o Google! =D

Com relação ao Chrome OS, várias melhorias foram feitas e novas funcionalidades adicionadas; a começar pelo media player integrado que abre arquivos de música e filmes quase instantaneamente. Como o sistema é totalmente em nuvem (cloud based), a intenção do Google é que o usuário possa disponibilizar seus arquivos na nuvem o mais rápido possível e para isso agregou ao S.O serviços como Picasa, YouTube e outros para o rápido upload de diferentes mídias à internet; basta que esses serviços estejam instalados (via Chrome Web Store). Outra novidade é que o Google tem trabalhado com o serviço Box.net e o Dropbox, que funcionam como sistemas de gerenciamento, manejamento e compartilhamento de arquivos.

O Google percebeu que nem todo mundo que deseja usar o Chrome OS tem a necessidade de utilizar um notebook, portanto foi apresentado também um desktop, no estilo Mac Mini, da Samsung.

All rights reserved to Engadget

Keynotes

O Google disponibilizou, no canal oficial do GoogleDevelopers no YouTube, os vídeos referentes aos Keynotes dos dois dias do evento. Seguem os vídeos:

Keynote do 1º dia


Keynote do 2º dia


Há várias galerias de fotos do evento e elas podem ser conferidas no site oficial.

E então, gostaram do post? =D


[Fonte: Google, Engadget, Blog oficial do Google]