Ads 468x60px

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Google retira sites de torrent e compartilhamento de arquivos do "Instant Search"

Não entendeu o título? Não se preocupe, vou explicar. Há pouco tempo (cerca de um ano), o Google lançou um serviço chamado de Google Instant Search, o qual mostra, em tempo real, os resultados da busca pelas palavras que estão sendo digitadas pelo usuário na caixa de busca. Muitos já conhecem este serviço, só não sabiam o nome. Pois bem, eis que o Google decidiu excluir os sites de torrent e compartilhamento de arquivos do algoritmo de buscas do Instant Search, o que significa que eles não mais aparecerão como sugestões no autocompletar e nem nos resultados do serviço.

Segundo o site TorrentFreak, o processo de bloqueio das referidas categorias de sites teve início em janeiro deste ano, mas apenas um pequeno número de páginas havia sido incluída na lista negra. Agora o Google decidiu ampliar essa lista e adicionou TODOS os sites de torrent e compartilhamento de arquivos mais populares.

Ao pesquisar por termos como "uTorrent", "thepiratebay", "the pirate bay", "isohunt", "torrentreactor", "btjunkie", "kickasstorrents", "sumotorrent", "btmon", "extratorrent", "4shared" e outros, eles não mais aparecem como opções do autocompletar e o resultado do Instant Search é uma página em branco, apesar dos sites ainda estarem indexados.

Alguns vão dizer que a medida do Google pode ser caracterizada como uma forma de censura, mas a verdade é que, com essa iniciativa, o gigante das buscas tem a intenção de manter uma relação amigável com as empresas detentoras de direitos autorais (copyright); é mais uma política de boa vizinhança do que censura.

Em declaração, o porta voz do Google, Mistique Cano, disse:
Esta é uma das várias medidas que implementamos para inibir violação de copyright online.

É algo que nós olhamos e pensamos que poderíamos fazer algumas mudanças estreitas e relativamente fáceis no nosso algoritmo de autocompletar que poderiam trazer uma diferença positiva.
Então, qual a sua opinião a respeito do assunto? Concorda com o Google ou não?


[Fonte: Adrenaline]

Nenhum comentário:

Postar um comentário