Ads 468x60px

segunda-feira, 26 de março de 2012

Criador do Linux disse NÃO a Steve Jobs!

Placa do carro de Linus Torvalds
 Trabalhar em empresas como Google, Apple, Blizzard etc, é o sonho da grande maioria dos profissionais de Tecnologia da Informação (TI) e isso é um fato! No entanto, boa parte desses profissionais (diria que, pelo menos, 50%) defende com unhas e dentes os seus ideais a respeito de uma determinada tecnologia na qual trabalham, não "se vendendo" a determinadas imposições feitas pelo mercado; parece que o criador do Linux, Linus Torvalds, faz parte desse grupo de pessoas, pois ele disse NÃO a uma oferta de emprego feita por ninguém mais ninguém menos que Steve Jobs!


Linus Torvalds concedeu uma entrevista à revista Wired na qual ele relata como se deu a oferta de emprego feita por Steve Jobs e porque ele a recusou. De acordo com o pai do Linux, Steve Jobs o chamou para conversar e conhecer o campus da Apple em 2000, quando ele ainda trabalhava na empresa Transmeta. Como o Mac OS X é baseado em UNIX, que é bastante parecido com o Linux, Steve Jobs convidou Linus Torvalds para fazer parte do time de desenvolvimento do S.O da Apple, mas a principal condição imposta pela fundador da Apple era a de que Linus deveria largar todo o seu trabalho com o Linux e se dedicar exclusivamente ao Mac OS X. Segundo Linus, a resposta só poderia ter sido uma: NÃO!

Unix for the biggest user base: that was the pitch (...).
He wanted me to work at Apple doing non-Linux things. I said no.

Unix para a maior base de usuários: essa era a jogada (...).
Ele queria que eu trabalhasse na Apple fazendo coisas não-Linux (não relacionadas ao Linux). Eu disse não.

Além disso, Linus não gostou nada nada do que viu no kernel MACH do Mac OS X; melhor dizendo, ele ODIOU! Graças a esses dois fatores, hoje temos - na minha humilde opinião - o melhor e mais seguro sistema operacional presente no mercado disponível GRATUITAMENTE! Isso sem contar nos sistemas operacionais móveis que são baseados em Linux como o Android e o Web OS, por exemplo.

Apesar de tudo, Linus Torvalds firmou no passado que admira certos aspectos da Apple e o que a ela tem conquistado. Elogiou também a capacidade de Steve Jobs em conduzir a empresa nos momentos de crise e suas ideias radicais (e inovadoras) de trabalho. No entanto, desaprova várias medidas que a Apple tem adotado em outras áreas, como por exemplo o controle da mídia, e afirma que o que a empresa está fazendo é "pior do que algo que Microsoft já tenha feito algum dia".

Obrigado por dizer não à Apple, Linus Torvalds!
E viva o Linux! =D


[Fonte: Wired, SlashGear]

Nenhum comentário:

Postar um comentário