Ads 468x60px

terça-feira, 3 de abril de 2012

Microsoft é considerada "contribuidor chave" no desenvolvimento do Linux

Pela primeira vez e provavelmente de forma temporária, a Microsoft é listada como uma empresa chave na contribuição de código para o Linux. A companhia que em opinião pública de seu Presidente Executivo (Steve Ballmer) chamou o Linux de câncer, é a 17ª empresa de maior contribuição de código para o SO de licença GPL nos últimos lançamentos do Kernel Linux.



O relatório de desenvolvimento da Linux Foundation faz uma síntese dos que mais contribuíram entre as versões 2.6.36 e 3.2 do kernel. Nos 10 primeiros lugares estavam nomes bastante familiares: Red Hat, Intel, Novell, IBM, Texas Instruments, Broadcom, Nokia, Samsung, Oracle e Google. Porém, o aparecimento da gigante de Redmont é a novidade deste ano.

A empresa Microsoft contribuiu com 688 mudanças, totalizando 1.0% das mudanças aceitas no kernel desde a versão 2.6.36 enquanto seus engenheiros assinaram outras 2,174 mudanças, adicionando mais 1.1% em tal período.

Muito do trabalho da Microsoft foi em torno de drivers do Hyper-V, a sua tecnologia de virtualização, para melhorar o suporte de sistemas Linux hospedados em tal plataforma. Porém de acordo com Jon Corbet, desenvolvedor do Linux e editor da LWN.net, a participação da Microsoft tende a diminuir visto que neste tipo de driver (hypervisor) apenas limpeza de código é necessária.

Tudo indica que a Microsoft está correndo atrás com iniciativas de "interoperabilidade" pois, se não fizer, ficará fora do grande ecossistema da nuvem.

[Fonte: slashdot.org]

Nenhum comentário:

Postar um comentário