Ads 468x60px

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Guest Post.: Dez coisas que você, possivelmente, não sabia sobre vírus!

Saudações nerds a todos vocês, leitores! Visando trazer posts com matérias interessantes e que são escritas por empresas do ramo da tecnologia, hoje o RN inaugura mais uma tag: é a "Guest Post". Os posts que possuírem essa tag serão todos patrocinados pelas empresas autoras do conteúdo, e links diretos para produtos e serviços de tais empresas serão comumente encontrados neles. Para a grande inauguração da tag, nossa primeira convidada é a empresa Bitdefender, especializada em segurança da informação!

OBS: Lembramos que este é um post patrocinado e seu conteúdo é de responsabilidade da empresa que o produziu. A reprodução do conteúdo desta publicação deve ser autorizada pela equipe do RN e também pela empresa detentora dos direitos sobre ele.
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

10 coisas que você, possivelmente, não sabia sobre vírus

Este artigo foi criado pela equipe Bitdefender Antivírus para uso exclusivo do Reduto NERD.

Você é daqueles que acha que seu computador está totalmente livre da ameaça de um vírus? Ou então, é do tipo que imagina que a contaminação por ameaças virtuais só acontece com aquele amigo descuidado ou internauta mal intencionado? Se você disse sim a uma dessas perguntas, está na hora de rever alguns conceitos e conferir informações capazes de abrir seus olhos em relação a infecções por vírus. Saiba mais!

1) O risco de ser contaminado por alguma praga virtual inclui todo e qualquer usuário de computador, por isso, não se engane: a infecção por vírus também pode acontecer com você. Tome cuidado e não pense que essa situação é exclusividade “de outras pessoas”;

2) Sistemas operacionais como MAC OS X e Linux também são vulneráveis a ameaças virtuais. Embora o Windows demande mais cuidados, as outras opções também exigem atenção e – ao contrário do que muitos pensam – podem ser contaminadas por códigos maliciosos;
3) Malwares raramente atuam sozinhos, ou seja, vírus, trojans, worms e demais pragas virtuais podem trabalhar em conjunto em seu computador, servindo como porta de entrada umas para as outras. Por isso, jamais ignore alertas ou dê pouca atenção para ameaças aparentemente inofensivas;

4) Vírus podem surgir dos lugares mais inusitados e distintos. Pendrives, computadores de faculdades, empresas, lan houses e muitos outros locais são capazes de esconder grandes ameaças, ressaltando a importância de se tomar cuidado com qualquer mensagem ou arquivo utilizado nessas máquinas;

5) Inúmeras ameaças podem ser controladas de maneira remota, sem que o usuário perceba. É o caso de uma praga virtual, denominada botne, através da qual, o hacker é capaz de controlar o sistema de sua máquina, sem ser notado por você;
6) Cartões virtuais inesperados, sorteios e propostas irrecusáveis podem ser uma das mais recentes armas dos cibercriminosos: o phishing. A praga é, na verdade, uma das armadilhas online que mais cresce hoje em dia, tornando necessário que o usuário pense duas vezes antes de clicar em um link desconhecido;

7) Para sua sorte, softwares de varredura online estão disponíveis na internet para realizar uma verificação completa de seu computador, incluindo discos removíveis;

8) Contar com um software de proteção é indispensável para qualquer usuário. O detalhe é que não se deve instalar mais de uma opção na mesma máquina, pois um programa pode atrapalhar o funcionamento do outro. Nessa hora, adquira um bom software antivírus como, por exemplo, o Bitdefender, que foi considerado um dos melhores antivírus de 2012 pela PCMAG, ou seja, escolha uma versão atualizada, e adote apenas uma alternativa;

9) Não ignore atualizações do sistema e mantenha seus programas, aplicativos e softwares de segurança ativados e em dia. Essa postura será responsável por garantir melhorias em seu sistema e, de quebra, evitar várias brechas de segurança.

Proteção garantida
Para completar os cuidados, uma dica é fundamental:

10) Comprar antivírus é essencial, mas usá-lo em parceria com o seu bom senso faz toda a diferença. Isso significa que navegar com atenção e assumir uma postura de conscientização em relação aos riscos encontrados no ambiente virtual, são capazes de lhe poupar muitas dores de cabeça, garantindo mais segurança e tranquilidade para você.
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

E aí, o que achou do post? Gostou? Então não deixe de clicar nos botões "Curtir" e "+1", e compartilhar esta publicação, pode ser que outras pessoas também a achem útil e interessante! :-D

2 comentários:

  1. Excelente esta matéria! Tem que ter bom senso para usar a internet hoje em dia! Parabéns à toda equipe!

    ResponderExcluir
  2. Com certeza, Leila, um pouco de bom senso não faz mal a ninguém, não é mesmo? Agradeço-a em nome de toda a equipe da RN! ;-)

    Abraços

    ResponderExcluir