Ads 468x60px

terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Bomba.: Cuidado! O Instagram pode usar suas fotos e dados pessoais! (ATUALIZADO)

Trecho da nova política de uso do Instagram. (Imagem: reprodução/site oficial)
Com a nova política de privacidade do Instagram, os dados dos usuários agora serão totalmente compartilhados com o Facebook. Isso já era de se esperar, tendo em vista que este último adquiriu a popular plataforma de fotos utilizada por donos de smartphones. O problema surge quando olhamos mais atentamente para os trechos da política de segurança (sim, aquela que ninguém lê) que autorizam o Instagram a comercializar/compartilhar fotos e dados dos usuários com seus parceiros, trechos esse que ignoram totalmente o fato de que suas fotos possuem direitos autoriais.

Por trás de uma justificativa de "combater spam" ou "detectar problemas de confiabilidade", a empresa se vê no direito de utilizar suas fotos, sua imagem e seus dados, além de poder ceder esse direito aos seus parceiros.

Quer saber quais dados? Eles "incluem, mas não se limitam a: informações sobre cookies, arquivos de log, identificadores de dispositivo, dados de localização e estatísticas de uso". Ou seja, eles sabem onde você está, o que você está fazendo, com qual aparelho, e se deram o direito de usar todas essas informações e compartilhá-las com seus parceiros.

E, se você pensa em correr agora para encerrar sua conta no Instagram, saiba que também existe um artigo em que a empresa indica que mantém os dados armazenados em seus servidores sob a justificativa de poder responder a possíveis demandas judiciais.

A nova política entra em vigor em 16 de janeiro de 2013.


[Fonte: blog oficial do Instagram]
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Atualização:

O Instagram fez uma nova publicação, na qual alega ter sido mal interpretado e que não têm a intenção de tomar posse das fotos dos usuários e nem de vendê-las sem seu consentimento.

Para mim, isso está mais para uma tentativa de acalmar os ânimos depois das reações fortes que ocorreram desde a divulgação dos novos termos. E você, o que acha disso tudo?

Nenhum comentário:

Postar um comentário