Últimas Notícias

Intel apresenta transístor 3D para as futuras CPUs da empresa!


É fato que a tecnologia 3D está em alta. Diversos fabricantes de eletrônicos lançaram televisores, monitores, celulares e tablets com a tecnologia 3D estereoscópica; nem os transistores escaparam. Muitos de vocês não sabem o que são transistores e nem entendem o que essa notícia significa, mas ao longo do post tudo vai se esclarecer. A Intel fez uma apresentação ontem, dia 04/05, sobre a tecnologia dos novos transistores 3D, criados por ela, que equiparão os futuros processadores produzidos pela empresa, a começar pela série de codinome Ivy Bridge de 22nm (nanômetros).

Primeiramente vou explicar o que são nanômetros. O termo nanômetro (nm) é uma unidade de medida, muito utilizada na informática, que faz parte das medidas de comprimento: nano + metros. Ela equivale a 10-9 (10 elevado a "-9") metros, ou seja, 0,000000001 m.

É inegável que os processadores, tanto GPUs quanto CPUs, estão ficando cada vez menores e mais eficientes. Isso se deve à evolução dos transistores, que são pequenos componentes capazes de amplificar, interromper e transportar sinais elétricos (resumindo de forma grosseira). Processadores são compostos em grande parte por transistores, logo quanto menor o tamanho do transistor, maior será a quantidade deles em um processador.

Pois bem, a Intel simplesmente mudou algo que é utilizado há dezenas de anos na informática (e na eletrônica) e conseguiu criar transistores 3D com um sistema chamado "Tri Gate". Um transistor normal possui um duto com apenas um canal de passagem de corrente, e esse duto é chamado de "Gate". Com o "Tri Gate", os novos transistores continuarão tendo apenas um duto, mas agora possuirão três canais de passagem de corrente aumentando, assim, a quantidade de sinais elétricos transmitidos, reduzindo o consumo de energia e aumentando muito a eficiência dos chips.

Comparativo entre o transístor normal, à esquerda, e o transístor 3D da Intel, à direita
Comparativo entre o transístor normal, à esquerda, e o transístor 3D da Intel, à direita

A Intel afirma que os novos transistores consumirão 50% menos energia, conduzirão mais corrente e serão 37% mais rápidos que os atuais transistores utilizados pela empresa. Ainda de acordo com a Intel, a empresa pretende começar uma produção em massa dos novos transistores no segundo semestre desse ano e planeja lançar CPUs de 14nm em 2013 e de 10nm em 2015. Segundo o site Engadget, representantes da Intel disseram aos jornalistas que a empresa "extenderá o uso dos novos transistores por toda a linha de produtos dela", e isso inclue dispositivos móveis.

Abaixo seguem três vídeos, em inglês, explicando como a nova tecnologia funciona:







A nota de imprensa completa pode ser lida AQUI.


Opinião pessoal:

Estou longe de ser um expert em tecnologia ou eletrônica, mas acredito que a criação desse novo modelo de transístor, pela Intel, pode ser considerado um marco na história da tecnologia. Na minha humilde opinião, esse lançamento influenciará toda a indústria da tecnologia.


[Fonte: Engadget, Intel, Adrenaline]